Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

07
Jul 15

               

Qual o sentido que singulariza, verdadeiramente, o homem entre os animais?

                Segundo Aristóteles não é a vista nem o ouvido mas, paradoxalmente, o que eles têm de mais comum:

                “Nos outros sentidos o homem fica aquém de muitos animais mas é de longe superior quanto à finura do tacto. E é por isso que é o mais inteligente dos animais”.

                Podemos, pois, dizer com Fabrice Hadjadj (A Profundidade dos Sexos): “o tacto é o fundamento de todos os outros sentidos.”

                O nosso privilégio sensorial reside no tacto e não na visão (a águia tem-na mais penetrante) ou na audição (o cão tem-na mais fina). Ter o tacto mais fino é sentir-se e sentir o mundo de forma mais radical do que todos os outros animais. Se a visão e a audição nos dão a alegria de conhecer, o tacto dá-nos a alegria de ser.

publicado por Carlos João da Cunha Silva às 01:53

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Filosofia
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO