Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

21
Fev 09

(Em cima, à esquerda: "O rebelde desconhecido", Protesto na Praça da Paz Celestial (Tian'anmen)

à direita, protesto contra a discriminação de género no trabalho)

Um dos domínios da Filosofia decorre da natureza social do Homem: a Filosofia Política.

O problema fundamental desta disciplina é, de acordo com o Dicionário Escolar de Filosofia,  o de saber como deve o estado relacionar-se com os cidadãos. Este problema dá origem a questões mais específicas: o que legitima a autoridade do estado? Até que ponto e para que fins pode o estado limitar a liberdade dos cidadãos? Em que medida e em que aspectos deve o estado fomentar a igualdade entre os cidadãos? O que é (ou seria) um estado que exibisse uma perfeita justiça social? Se a democracia é a melhor forma de governo, o que explica a sua superioridade? Será que mesmo num estado democrático o recurso à desobediência civil por vezes se justifica? 

Em relação a esta última questão há quem argumente que a violação da lei nunca se pode justificar, alicerçando tal tese em diversas razões, religiosas inclusive.

Outros, porém, são de opinião contrária.

Mas, quando estamos perante a desobediência civil?  Quando se viola a lei, consciente e voluntariamente. Ocorre quando as pessoas descobrem que lhes é pedido que obedeçam a leis ou políticas governamentais que consideram injustas.

A história revela-nos progressos, sobretudo no domínio dos direitos do homem, graças à desobediência civil. A título de exemplo, o termo da escravatura, o direito de voto das mulheres, o direito à auto-determinação dos povos,  o fim do "apartheid", entre outros, constituem o corolário de desobediência civil, pelo que esta terá estado na origem de mudanças importantes no direito e na governação.

publicado por Carlos João da Cunha Silva às 23:19

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13


22
23
27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Filosofia
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO