Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

07
Jul 15

               

Qual o sentido que singulariza, verdadeiramente, o homem entre os animais?

                Segundo Aristóteles não é a vista nem o ouvido mas, paradoxalmente, o que eles têm de mais comum:

                “Nos outros sentidos o homem fica aquém de muitos animais mas é de longe superior quanto à finura do tacto. E é por isso que é o mais inteligente dos animais”.

                Podemos, pois, dizer com Fabrice Hadjadj (A Profundidade dos Sexos): “o tacto é o fundamento de todos os outros sentidos.”

                O nosso privilégio sensorial reside no tacto e não na visão (a águia tem-na mais penetrante) ou na audição (o cão tem-na mais fina). Ter o tacto mais fino é sentir-se e sentir o mundo de forma mais radical do que todos os outros animais. Se a visão e a audição nos dão a alegria de conhecer, o tacto dá-nos a alegria de ser.

publicado por Carlos João da Cunha Silva às 01:53

Julho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Filosofia
Local
mais sobre mim
pesquisar
 
Neste Momento
online
blogs SAPO