Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

04
Mai 13

 

Vimos que para um racionalista, como Descartes, a razão constitui a originalidade do ser humano e que a afirmação do primado da razão no ser humano implica três consequências maiores:

 

1- A superioridade do homem sobre o animal;

2- A supremacia da razão sobre a afetividade;

3- O dualismo entre a razão e a afetividade.

 

Sabemos que qualquer uma das três consequências pode ser posta em causa.

 

Em particular as duas últimas.

 

Damásio, em O Erro de Descartes, mostra-nos que o ideal de uma racionalidade pura é impossível.

Com base nas suas experiências em doentes neurológicos afectados por lesões cerebrais, António Damásio demonstra como a ausência de emoções pode prejudicar a racionalidade.

Ao explicar como a emoção contribui para a razão e para o comportamento social adaptativo, Damásio oferece-nos também uma nova perspetiva do que as emoções e os sentimentos realmente são: uma perceção direta dos nossos próprios estados físicos, um elo entre o corpo e as suas regulações que visam a sobrevivência, por um lado, e a consciência, por outro.

publicado por Carlos João da Cunha Silva às 11:27

Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

14
15
17
18

19
20
21
22
23
25

26
28
29
30
31


Filosofia
Local
mais sobre mim
pesquisar
 
Neste Momento
online
blogs SAPO