Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

02
Fev 09

A retórica (de rethor, orador) é a arte de bem falar, de mostrar eloquência diante de um público para ganhar a sua causa.

Em si mesma, a retórica é neutra e tanto pode servir a verdade, a persuasão, como a manipulação, dependendo do uso que dela se fizer. Seja como for, desde tempos remotos é inegável o poder da palavra como arma de sedução.

Em plena guerra fria o presidente Eisenhower dizia que se tivesse de escolher entre um novo bombardeiro e uma nova emissora de rádio, preferia a emissora, ou seja, acreditava no "poder brando" (Soft Power). Este opõe-se, de acordo com Joseph Nye, perito norte-americano em relações internacionais, ao "Hard Power". Por "hard power"  entende-se os recursos mais materiais do poder, como sejam os meios militares e económicos. Por "soft power", os recursos imateriais, como a influência através da cultura e valores, a capacidade de comunicação e abrange uma série de noções como atracção, sedução, persuasão.  Como qualquer forma de poder, o "soft power" pode ser usado para o bem ou para o mal. Osama Bin Laden exerce um poder brando: não pagou nem compeliu os homens que pilotaram os aviões que se atiraram contra o World Trade Center. Eles fizeram-no porque foram seduzidos pela sua mensagem.
publicado por Carlos João da Cunha Silva às 22:55

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


22
23
27


Filosofia
Local
mais sobre mim
pesquisar
 
Neste Momento
online
blogs SAPO