Este pretende ser um "espaço" público de partilha de ideias, um espaço de comunicação...

17
Dez 08

 

"Era uma vez uma centopeia que com as suas cem pernas era muito boa a dançar. Quando dançava, os animais reuniam-se no bosque para a admirar e todos estavam muito impressionados pela sua habilidade. Só um animal não podia suportar que a centopeia dançasse, um sapo.

Como é que posso impedi-la de dançar? Pensou o sapo. Por fim, tramou um plano diabólico. Escreveu uma carta à centopeia: "Ó incomparável centopeia! Sou um devoto admirador da tua requintada dança. Gostaria de saber como te moves a dançar. Levantas primeiro a perna esquerda número 22 e depois a perna direita número 59? Ou começas por levantar a tua perna direita número 26 antes de levantares a tua perna esquerda número 44?"

Quando a centopeia recebeu esta carta , reflectiu pela primeira vez na sua vida  no que fazia quando dançava. Que perna movia em primeiro lugar? E que perna vinha a seguir? Após o que a centopeia não voltou a dançar.

É isso que pode suceder quando a FANTASIA é sufocada pela RAZÃO."

GAARDER, Jostein, O Mundo de Sofia, editorial Presença

publicado por Carlos João da Cunha Silva às 23:40

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

15

21
25
27



Filosofia
Local
mais sobre mim
pesquisar
 
Neste Momento
online
blogs SAPO